Para quem estava no Teatro Santander em São Paulo, na segunda-feira, 17 de setembro, não será fácil esquecer todas as experiências vividas por lá ‒ que por sinal foram incríveis, entre elas destaco uma lojinha sem vendedores e o não credenciamento para entrar no evento ‒ e, claro, as verdadeiras aulas que foram ministradas pelos palestrantes.

Dito isso, o RA Trust Experience contou com 5 painéis, que foram apresentados ao longo do dia. Foram eles:

  • 1 – Economia da boa fé: Conquistar e fidelizar clientes;
  • 2 – Confiança com base na gestão estratégica;
  • 3 – Reputação vende?;
  • 4 – Como ser Customer Centric no mundo da GDPR?;
  • 5 – A difícil arte de reconstruir reputação.

Certamente poderia destacar todos os excelentes painéis ao longo de várias páginas. Mas, neste artigo, darei foco para dois, que podem, de certa forma, resumir um pouco do evento.

As novas leis de proteção de dados

Começo, portanto, com a palestra mediada pelo grande jornalista e correspondente internacional da Globo, Márcio Gomes. Muito elogiado pelos convidados ‒ inclusive por quem estava sentado nas cadeiras próximas a mim ‒ o jornalista comandou o painel que explicou a questão das leis de proteção de dados, que envolve a GDPR da União Europeia e a LGPD brasileira.

gdpr
Foto: Beatriz Martins/Reclame AQUI

 

Com convidados altamente esclarecidos sobre o assunto, tivemos uma verdadeira aula sobre o tema, que foi abordado na perspectiva das empresas que trabalham diretamente com a coleta e tratamento de dados digitais.

Ainda sobre a LGPD e GDPR

No painel, o primeiro especialista a falar foi Rodrigo Azevedo (Silveiro Advogados), que esclareceu os principais pontos das duas leis.

Rodrigo explicou de forma muito clara, com exemplos bem simples, que o dono das informações enviadas para as empresas é, de fato, o titular. Ou seja, o próprio dono desses dados, com as novas leis, terá um poder maior sobre como as empresas irão coletá-los e armazená-los.

Na sequência, Renato Opice Blum, da Insper, e Wellington José, da Amaro, explicaram de uma maneira mais geral como as empresas devem se preparar para as novas leis.

De fato, esse painel, praticamente 18 meses antes da lei entrar em vigor, foi muito importante para as empresas que estiveram presentes, pois, além de entenderem sobre a lei, ainda receberam algumas dicas valiosas.

Por fim, para quem acompanha o Portal Atendimento, escrevi um pouco sobre LGPD e GDPR. Você pode acessar clicando aqui.

Momentos de reflexão…

O segundo painel que destaco é o quinto, que tem como título: A difícil arte de reconstruir reputação. Último painel do dia, que teve como mediador o também grande jornalista da Globo, José Roberto Burnier.

Sobre ele, deixo um parágrafo apenas para tentar descrever os momentos reflexivos que o jornalista deixou no ar. Realmente, pela reação dos convidados sobre o discurso de Burnier, que ecoaram até mesmo após o evento, o final do RA Trust Experience não foi nada menos do que épico.

Reconstruindo a reputação

Após o discurso de Burnier, o painel prosseguiu com a presença do CEO do Reclame AQUI, Edu Neves, e os convidados Olga Pontes, da Odebrecht, e Marcelo Proença, da JBS.

1378678425
Foto: Beatriz Martins/Reclame AQUI

É evidente que as duas empresas passaram por situações delicadas nos últimos anos. Por conta disso, o papel dos convidados de ajudar na reconstrução da reputação de ambas as empresas, exercendo grandes mudanças comportamentais dentro delas, não está sendo nada simples.

De toda forma, tanto Olga Pontes, que deixou claro o papel da Odebrecht, que vem cooperando com a Lava Jato, como Marcelo Proença, que explicou um pouco do programa interno da JBS, o Faça sempre o certo ‒ que, entre alguns pontos, valoriza os profissionais que trabalham com ética ‒ não esconderam os fatos e apresentaram como as duas empresas estão, arduamente, tentando reconstruir suas reputações.

Mudança de paradigma!

Ficou claro, com toda a repercussão do RA Trust Experience, que o Reclame AQUI, no dia 17 de setembro de 2018, deu início à mudança de paradigma no modo como as empresas devem tratar e enxergar seus clientes.

É fato que os clientes sempre tiveram importância no mundo dos negócios, mas muitas empresas não prestavam atenção em como a reputação delas dependem, acima de tudo, dos próprios clientes.

Como último destaque, realmente, o RA Trust Experience nos ensinou a respeitar, ser transparentes e dar voz, de forma efetiva, aos clientes.

Deixe uma resposta