A imprensa está fazendo cobertura completa sobre a greve dos caminhoneiros. Nas redes sociais, os internautas estão sempre ligados, acompanhando e comentando sobre todos os acontecimentos.

Por isso, o HugMe, plataforma de atendimento e monitoramento das redes sociais e Reclame AQUI, fez um segundo levantamento para ver como foi a repercussão do assunto no Twitter.

Confira o primeiro levantamento AQUI.

Greve dos Caminhoneiros

Conforme os dados apresentados, foram  66.311 menções com os termos “greve” e “caminhoneiros”.

levantamento_atualizado_Greve caminhoneiros

Somente no final de semana, as palavras foram usadas 37.314 vezes, o que representa 56,27% do valor total.

levantamento_FDS_Greve-caminhoneiros

A greve dos caminhoneiros trouxe reflexo para todos os setores do país, aeroportos sem combustívelpostos de gasolina fechadosfrotas de ônibus reduzidassupermercados limitando o carrinho de compra dos clientes, e-commerce tendo problemas com atraso de entregas. 

No Reclame AQUI já foi possível ver o aumento no número de reclamações. Do dia 22/05 a 27/05 as categorias e os problemas mais reclamados foram:

– E-commerce – 14% (entrega, prazo, pedido, compra);
– Companhias Aéreas – 11% (passagem, cancelamento, reembolso);
– Agências de Viagem – 10% (cancelamento, reserva, contato);

Sobre o volume de reclamações, separado por dia, podemos ver o aumento e o percentual no número de queixas:

Data                Quantidade % Variação
22/05/2018 15
23/05/2018 47 68%
24/05/2018 165 72%
25/05/2018 424 61%
26/05/2018 251 -69%
27/05/2018 179 -40%
Total Geral 1081

Mais:“As companhias já começaram a tomar medidas de contingência” diz Reclame AQUI

O HugMe vai continuar monitorando o assunto até o final da greve.

 

Deixe uma resposta