A maior Black Friday dos últimos anos tem apresentado muitas surpresas boas e novidades, principalmente na internet.

A ferramenta de monitoramento de redes sociais do Reclame AQUI, o HugMe, acompanhou as menções sobre o evento da 0h até as 15h desta sexta-feira, 23, e das 3.780 citações do período, 2.895 são positivas (76%) e 885 negativas (24%).

O volume representa um aumento de 127% com relação ao mesmo horário da quinta-feira, 22, quando o HugMe começou o monitoramento do Twitter. Da 0h às 15h, foram 1.660 menções, sendo 85% positivas e 15% negativas.

Veja o comparativo com o primeiro levantamento AQUI.

“É preciso levar em consideração que o consumidor tem uma grande expectativa pela Black Friday, pesquisa, encontra o produto e bons preços. E quando nossa ferramenta monitorou as menções no Twitter, percebemos que o consumidor, ao comprar, ao ter a experiência de compra efetivamente, pode viver a frustração em algum aspecto, o que pode contribuir para esta queda no índice positivo nas redes sociais”, comentou o diretor de operações do Reclame AQUI, Felipe Paniago.

Fast Food

Outra característica dessa Black Friday nas redes sociais é a menção de marcas de alimentação. Ou seja, os consumidores estão usando as redes sociais para falar das promoções de comida nas redes, sobretudo de fast food.

RankingCategoriasMaisCitadas
Crédito: HugMe

Tanto que no ranking geral de produtos, o setor domina com 95% de menções positivas, enquanto perfumaria e produtos de beleza ficam em segundo lugar. No top 10 de empresas, o Burger King lidera com 94% de citações positivas. Em seguida estão Mc Donalds com 87% e iFood, 72%.

RankingEmpresasMaisCitadasRedesSociais
Crédito: HugMe

Além disso, as menções positivas de Twitter relacionadas às marcas de alimentação foram registradas entre 11h e 14h, horários de almoço, quando os consumidores viveram suas experiências de compra das promoções de Black Friday.

Sobem menções no Twitter e reclamações

Assim como nas redes sociais, no Reclame AQUI também houve aumento de reclamações.

Durante a tarde desta sexta-feira, das 12h às 16h, foram registradas, em média, 230 reclamações por hora. Durante a madrugada, por exemplo, a “hora do rush” das reclamações registrou 126 reclamações, da 0h à 1h de sexta-feira. Em 2017, essa média foi de 199 reclamações entre 12h e 16h da sexta-feira de mega ofertas daquele ano.

1 comentário »

Deixe uma resposta